Home / Archive by Category "Economia e Finanças"

Arquivos

DINHEIRO – Open Banking: quão próximos estamos dessa realidade no Brasil

12 abr 2021 - Economia e Finanças Open Banking, na tradução literal do inglês, significa "Banco Aberto", também denominado Sistema Financeiro Aberto. Do ponto de vista do consumidor, funciona como uma rede de dados entre as instituições financeiras, ou seja, permite que os consumidores tenham acesso a serviços distintos de empresas e bancos, através do compartilhamento de suas informações, desde que haja autorização expressa. Já do ponto de vista das instituições financeiras, o Open Banking tem como objetivo torná-las mais competitivas entre si. A realidade hoje é que os bancos não possuem conhecimento dos relacionamentos dos clientes de outras instituições financeiras. O sistema aberto, através do compartilhamento de informações, permite que tenham ciência dos produtos e serviços contratados pelos clientes dos outros bancos, possibilitando ofertas...

ECONOMIA – Mais de 70% das indústrias têm dificuldades em conseguir matéria-prima

09 abr 2021 - Economia e Finanças Escassez de insumos e matérias-primas nacionais para a produção atingiu 73% das empresas da indústria geral (extrativa e de transformação) e 72% da indústria da construção em fevereiro. Os números foram divulgados nesta sexta-feira (9) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) dentro de uma pesquisa feita com 1.782 empresas. Os percentuais são próximos aos da sondagem anterior, realizada em novembro de 2020, de 75% e 72%, respectivamente, fazendo com que as expectativas anteriores dos empresários, de que a normalização das cadeias produtivas nacionais se desse no primeiro semestre de 2021, fossem postergadas. Enquanto 37% acreditam que a situação se normalize até o fim de junho, 42% creem que isto acontecerá no segundo semestre e 14%, somente em 2022. ...

ECONOMIA – Mourão defende teto de gastos e nova reforma da Previdência

09 abr 2021 - Economia e Finanças O vice-presidente Hamilton Mourão defendeu hoje (8) a manutenção do teto federal de gastos. Em evento com investidores, ele disse que a “era do dinheiro fácil acabou” e defendeu uma nova reforma da Previdência. “Uma coisa é clara: temos que operar dentro do limite da âncora que temos hoje que é a questão do teto de gastos”, afirmou. “Não podemos fugir da âncora fiscal, senão o país quebra e, se o país quebrar, vamos ficar igual ao nosso vizinho do sul, igual à Argentina, eterno mendigo”, disse o vice-presidente, comparando a situação do Brasil com o país sul-americano. Durante a apresentação, Mourão defendeu a continuidade das reformas e disse ser necessária uma nova reforma da Previdência em breve,...

China lança moeda digital e ameaça reinado do dólar no comércio internacional

08 abr 2021 - Economia e Finanças A China resolveu jogar todas as cartas numa corrida nada maluca que tem uma meta dupla: reviver o período em que o país era o celeiro das invenções –o tempo mítico do “império do centro” do mundo– e experimentar o doce sabor da vingança de quem foi humilhado por países ocidentais e orientais. Da época áurea a China deixou invenções geniais como a imprensa (muito antes de Gutenberg), os foguetes como arma de guerra e o dinheiro de papel. A moeda de metal era o dinheiro do mundo no século 8, quando os chineses criaram o dinheiro em papel, que só iria se popularizar 4 séculos depois. É essa invenção que os chineses começam a sepultar agora, com...

Guedes diz a Brics que vacinas e recuperação econômica são prioridades

07 abr 2021 - Economia e Finanças A promoção da vacinação e o avanço da agenda de reformas estruturais para recuperar a economia são prioridades para o governo brasileiro, disse hoje (6) o ministro da Economia, Paulo Guedes. Ele participou da primeira reunião de 2021 dos ministros de Finanças e presidentes de Bancos Centrais do Brics (grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). No encontro, que costuma ser realizado paralelamente à reunião de primavera do Fundo Monetário Internacional (FMI), Guedes apresentou informações atualizadas sobre a vacinação contra a covid-19 no Brasil e destacou a importância de parcerias do Brasil com os demais países do Brics. Na reunião, Guedes mencionou as políticas emergenciais que reduziram o impacto da crise econômica gerada pela...

ECONOMIA – As atuais linhas de crédito para micro, pequenas e médias empresas enfrentarem a pandemia

06 abr 2021 - Economia e Finanças SÃO PAULO – As micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) enfrentam diversas restrições às suas operações desde que a pandemia do novo coronavírus começou. Tais medidas continuam — e a quantidade de crédito disponível no mercado não acompanhou o agravamento da disseminação da doença. A maioria dos financiamentos federais voltados ao enfrentamento da pandemia foi encerrada em 31 de dezembro de 2020, ainda que se discuta sua volta. Hoje, as alternativas estão em crédito de programas estaduais ou em linhas privadas. O InfoMoney listou abaixo as linhas de crédito para micro, pequenas e médias empresas anunciadas por instituições financeiras para este ano. Também há dicas para os empreendedores escolherem a melhor linha de crédito. Confira: 1. Pronampe pode ser permanente, mas não há data de volta O Programa de...

Ministério eleva a R$ 89,4 bi previsão de superávit comercial este ano

01 abr 2021 - Economia e Finanças A alta internacional das commodities (bens primários com cotação internacional) e a recuperação do consumo global levaram o governo a projetar um superávit recorde da balança comercial este ano. Segundo a Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia, o país deverá encerrar o ano exportando US$ 89,4 bilhões a mais do que importará. A projeção representa alta de 75% em relação ao superávit de US$ 50,9 bilhões registrado em 2020. Até hoje, o recorde anual na balança comercial foi registrado em 2017, quando o Brasil exportou US$ 66,99 bilhões a mais do que tinha comprado do exterior. A cada três meses, a Secex atualiza as estimativas de saldo para a balança comercial. Em janeiro, o órgão previa que...

ECONOMIA – Segmento de e-commerce pode crescer 56% no Brasil até 2024

01 abr 2021 - Economia e Finanças Se um investidor decidisse aplicar parte do seu capital em algum setor brasileiro, o segmento de comércio eletrônico seria uma ótima sugestão. Isso porque um novo levantamento da Worldpay from FIS, empresa americana com foco em produtos e serviços financeiros, estimou que o e-commerce no Brasil deve crescer aproximadamente 56% até 2024. Intitulado de “The Global Payments Report 2021”, o estudo considerou a participação do e-commerce no ano passado em 41 países. A nível global, o comércio eletrônico disparou em 2020 e apresentou crescimento de 19% — o maior avanço dos últimos cinco anos. Ao considerar apenas o recorte do Brasil, o tamanho do comércio eletrônico quase duplicou durante a pandemia de coronavírus: o salto, de abril de 2019 até o mesmo período de...

ECONOMIA – BC libera oficialmente transferências bancárias pelo WhatsApp

31 mar 2021 - Economia e Finanças Horas depois de o presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, anunciar que o órgão liberaria transações pelo WhatsApp, o BC autorizou oficialmente as transferências bancárias pelo aplicativo. A decisão foi anunciada na noite desta terça-feira (30) pela autoridade monetária. A empresa Facebook Pagamentos do Brasil, dona do WhatsApp, foi aprovada como “iniciador de transações”. As operadoras Visa e Mastercard receberam autorizações de dois arranjos de pagamentos: transferência/depósito e operações pré-pagas, em que o cliente abastece uma carteira virtual com dinheiro para gastar mais tarde. As operações só poderão ser feitas dentro do Brasil. Transações com o exterior estão vetadas. Os pagamentos de compras por meio da plataforma Facebook Pay, que haviam sido pedidos pelas operadoras, continuam sob...

Ipea projeta crescimento de 3% do PIB em 2021

30 mar 2021 - Economia e Finanças O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgou hoje (30) que projeta crescimento de 3% do Produto Interno Bruto (PIB, soma de bens e serviços produzidos no país) em 2021, com queda estimada de 0,5% no primeiro trimestre do ano, na comparação com ajuste sazonal. “Além do impacto da pandemia e do endurecimento das medidas de isolamento social por parte de governos estaduais e municipais sobre o ritmo da economia, as previsões para 2021 também levam em conta as incertezas quanto à capacidade de se promover os ajustes nas contas públicas necessários para uma trajetória fiscal equilibrada”, disse o Ipea. Segundo o estudo, outro fator de risco é a aceleração inflacionária, refletindo a alta nos preços administrados acima...
1 2 3 39